Menu

Crescimento Embrionário

Embrião é o produto da concepção (concepto) do momento da fecundação até 8 semanas de vida embrionária. Feto é o bebê em formação desta época até o fim da gestação. Navegue pelo menu acima, escolhendo o estágio do desenvolvimento embrionário desejado ou caminhando fase a fase pelas setas.

O período embrionário, que corresponde às primeiras nove semanas a partir do dia da concepção, é aquele em que todos os órgãos e sistemas se formam (organogênese). Nessa fase o bebê é chamado de embrião. É um período de intensa proliferação de células. Só para termos uma idéia, o bebê, que começou a desenvolver-se a partir de duas células, chega ao final da quarta semana com milhões delas.

Essa é também a época de maior vulnerabilidade aos agentes teratogênicos, ou seja, as substâncias químicas ou os meios físicos e biológicos causadores de malformações. Nesse período a gestante deve tomar cuidados para não se expor a Raios-X, como por exemplo, no dentista; deve evitar a ingestão de substâncias ou remédios sabidamente provocadores dessas malformações, bem como deve evitar contato com doenças do tipo rubéola, toxoplasmose, etc. também causadoras de malformações ao bebê.

O período fetal inicia-se a partir da 10ª semana pós-concepção e vai até o nascimento. Nessa etapa o bebê será chamado de feto e os órgãos já formados sofrerão um processo de crescimento e amadurecimento, até se apresentarem em plenas condições de funcionamento no final da gestação. De uma maneira geral, o bebê estará pronto para vir ao mundo com 40 semanas. Mas esse período varia entre 37 e 42 semanas.

Blastogênese – 1 dia

A fertilização começa quando um espermatozóide penetra um óvulo e termina com a formação do zigoto. É um processo que leva cerca de 24 horas. Um espermatozóide pode sobreviver mais de 48 horas.

Blastogênese – 1.5 – 3 dias

O tamanho do embrião é 0.1 – 0.2 mm 1.5 – 3 dias pós-ovulação. O zigoto começa a se dividir (clivagem), sendo que cada divisão resulta em 2 células denominadas de blastômeros.

Blastogênese – 4 dias

0.1 -0.2 mm é o tamanho da Mórula ou do Blastocisto, 4 dias pós-ovulação Cerca de 4 dias após a fertilização, a mórula penetra na cavidade uterina. A divisão celular continua, e uma cavidade conhecida como blastocele se forma no centro da mórula.

Blastogênese – 5 e 6 dias

Começa a Implantação, Níveis de HCG Aumentam, 5 a 6 dias – várias células em torno de uma pequena cavidade (Blastocisto). 0.1 – 0.2 mm é o tamanho do blastocisto, 5 – 6 dias pós-ovulação.

Blastogênese – 7 – 12 dias

As células trofoblásticas penetram profundamente e destroem as células do revestimento uterino, criando os lagos venosos, estimulando o crescimento de novos capilares e iniciando a formação e desenvolvimento da placenta.

Embriogênese – 13 dias

Os vilos coriônicos em forma de dedos de luva ancoram o embrião ao sítio de implantação uterino dentro da placenta em formação. A formação do sangue e dos vasos sanguíneos do embrião começam nessa fase.

Embriogênese – 16 dias

A gastrulação começa com o aparecimento da linha primitiva. Nesse período a gastrulação continua com a formação do endoderma e mesoderma, que se desenvolvem a partir da linha primitiva.

Embriogênese – 17 – 19 dias

A área embrionária tem agora a forma de uma pera e a região da cabeça é mais grossa que a região da cauda.

Embriogênese – 19 – 21 dias

Nessa fase, o embrião tem a forma de uma “sola de sapato”, sendo a região da cabeça mais longa que a região da cauda, ligeiramente retificado entre elas.

Embriogênese – 21 – 23 dias

Esse estágio de desenvolvimento reflete um rápido crescimento do embrião. Ele torna-se mais longo e a vesícula vitelina se expande.

Embriogênese – 23 – 25 dias

Treze a vinte pares de somitos são identificados nesse estágio e o embrião assume a forma de uma curva S modificada. Ele possui uma cauda em forma de bulbo e um pedículo conectando-o à placenta em desenvolvimento.

Embriogênese – 25 – 27 dias

O embrião curva-se em forma de C. Os arcos que formam a face e o pescoço são agora evidentes sob o cérebro anterior em crescimento.

Embriogênese – 27 – 29 dias

30 a 40 Pares de Somitos, Aparecem os Quatro Brotos dos Membros Superiores e Inferiores, Vesícula óptica e Cristalino, Aparecimento da primeira fina membrana superficial da pele cobrindo o embrião.

Embriogênese – 31 dias

O cérebro e a cabeça crescem rapidamente. Os arcos mandibular e hioide já são notados. A presença de dobras demarcam as três divisões do cérebro (anterior, médio e posterior).

Embriogênese – 32 – 33 dias

Como o cérebro aumentou em cerca de 1/3 em tamanho desde o último período, ele é ainda maior que o tronco. O neuroporo rostral está fechado e 4 pares de arcos faríngeos são agora visíveis, sendo que o 4º é ainda bem pequeno.

Embriogênese – 33 – 34 dias

O cérebro é reconhecido pelos hemisférios cerebrais distintos. O cérebro posterior, responsável pela regulaçao do coração, da respiração, e dos movimentos musculares, começa a se desenvolver.

Embriogênese – 41 dias

Os músculos faciais estão desenvolvidos. A goteira nasofrontal torna-se distinta e um bulbo olfatório (sentido do olfato) forma-se no cérebro. As orelhas são identificadas.

Embriogênese – 44 dias

Os plexos nervosos começam a se desenvolver na região do couro cabeludo. Os olhos se tornam pigmentados e as pálpebras iniciam seu desenvolvimento e podem se dobrar.

Embriogênese – 47 – 48 dias

As primeiras ondas cerebrais são detectadas. A cabeça está mais ereta e os canais semicirculares começam a se formar no ouvido interno, os quais permitirão um sentido de equilíbrio e posição.

Embriogênese – 49 dias

O cérebro está conectado a delicados nervos e músculos, o que permite movimentos involuntários ao embrião.O plexo nervoso do couro cabeludo está agora presente. As aberturas nasais e a ponta do nariz estão completamente formadas.

Embriogênese – 52 dias

A cabeça desenvolve as fissuras características dos humanos. As pálpebras e os ouvidos externos estão mais desenvolvidos e o lábio superior completamente formado. O cérebro pode mover músculos.

Embriogênese – 56 – 57 dias

A cabeça está ereta e arredondada. O ouvido externo está completamente desenvolvido. Os olhos estão fechados e a retina completamente pigmentada. As pálpebras começam a se unir e estão somente meio fechadas.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Você pode se interessar:

Diferença entre FIV e ICSI

Diferença entre FIV e ICSI

Conheça, neste artigo, a diferença entre FIV x ICSI As técnicas de reprodução humana assistida são alternativas para casais que apresentam algum problema em engravidar

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

A Síndrome da Hiperestimulação Ovariana (SHO) é o efeito colateral mais comum da estimulação ovariana. Qualquer que seja a técnica de reprodução humana assistida, coito

Novembro Azul

Novembro Azul

Começou o Novembro Azul, um movimento internacional para sensibilizar a população sobre os perigos do câncer de próstata e estimular a prevenção e diagnóstico da

Tabagismo e Infertilidade

Tabagismo e Infertilidade

Saiba mais sobre a relação entre tabagismo e infertilidade Fumar é um péssimo hábito para a saúde, isso todos sabem. Entretanto, o que muitas pessoas