Preservação de óvulos: ampliando as possibilidades para a gravidez aos 40

Neste artigo você vai encontrar mais informações sobre a preservação de óvulos.

A cada dia que passa aumenta o número de mulheres que decidem adiar o sonho da maternidade. Dentre os motivos mais comuns, destacam-se principalmente a preocupação em consolidar a carreira profissional e também as incertezas em relação à construção de uma família.
Segundo o IBGE, o número de mulheres que engravidaram após os 40 anos, aumentou 27% em 10 anos. Acima de tudo, o grande vilão da maternidade tardia é o envelhecimento. Diferente dos homens, que mantêm a qualidade de seus espermatozoides durante toda a vida, a mulher já nasce com todos os óvulos que vai liberar, e estes envelhecem junto com ela.
A medida que o tempo passa, a capacidade de fertilização diminui consideravelmente. Enquanto mulheres em torno dos 30 anos têm 20% de chance de engravidar, após os 40 este percentual cai para apenas 5%. Além disso, quando a gravidez acontece, as chances de desenvolver alterações genéticas e cromossômicas como, por exemplo, a Síndrome de Down, são mais altas.

Mas, se a medida que os anos passam os óvulos também envelhecem, como garantir que o sonho da maternidade adiado não se torne impossível?

Atualmente, é possível preservar os óvulos da ação do tempo por meio da criopreservação – uma técnica que congela e mantém os gametas em temperaturas extremamente baixas, por tempo indeterminado, para que eles continuem com as mesmas características que tinham quando foram colhidos.
Quando a decisão da gravidez é tomada, é feita a fertilização destes óvulos e a transferência dos embriões resultantes. O acompanhamento médico especializado desta gravidez associado a hábitos saudáveis de vida devem resultar em uma gestação saudável e cada vez mais segura para a mamãe e o para o bebê. As taxas de sucesso deste procedimento são semelhantes às realizadas com óvulos não congelados.
Independente do momento da vida que a mulher escolha para gerar um bebê é muito importante que esta decisão seja tomada de maneira consciente para que ela possa aproveitar ao máximo as delícias da experiência de gerar um bebê e ser mãe.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

Causas menos conhecidas da infertilidade

Causas menos conhecidas da infertilidade

Conheça algumas causas menos conhecidas da infertilidade feminina e masculina Quando a infertilidade ocorre, hipóteses sobre as possíveis causas são levantadas pelos médicos para, em

Exercícios Físicos Seguros para Gestantes

Exercícios físicos para gestantes

Algumas dicas sobre exercícios físicos seguros para gestantes Uma rotina equilibrada de exercícios físicos durante a gestação auxilia na prevenção de diabetes e pré-eclâmpsia, além