Menu

Os primeiros momentos com o bebê e o estado geral da mulher após o parto

Dr. Flávio Garcia de Oliveira

Pais e mães necessitam de tempo para se acostumar com seu bebê. Os bebês podem estar extremamente alertas e muito sensíveis ao contato nas primeiras horas de vida ou podem apresentar-se como verdadeiros dorminhocos. Não importa se seu filho é uma espoletinha ou um ursinho hibernando, o contato físico entre os pais e o bebê deve existir e ser incentivado. Ainda que mães e pais procurem interagir e criar vínculo com seu bebê já nas primeiras horas, a realidade é que alguns casais estão simplesmente exaustos para isso após o parto. Nessa situação uma pessoa de confiança (um familiar ou amigo próximo) pode ajudar muito, pois as enfermeiras estarão ocupadas com outros bebês.

Outras possibilidades e eventualidades devem ser consideradas: e se o seu bebê necessitar atendimento médico rápido e for transferido de imediato para a unidade de tratamento pediátrico? E se a nova mãe necessitar de tratamento? E se ambos necessitarem de tratamento?

Discuta essas possibilidades com seu parceiro com antecedência para poder decidir quem entrará em ação no caso de uma dessas eventualidades. Por outro lado, o parceiro deve ajudar a mamãe a equilibrar a necessidade de estar com o bebê com a necessidade de descanso. Ele pode encorajá-la a deixar o bebê com alguém de confiança, enquanto descansa. O ideal é que esta pessoa seja escolhida antes do parto.
Nos dias e semanas que se seguem, o seu bebê, a sua mente e o seu corpo passam por muitas modificações. É natural que você se sinta fatigada, principalmente em razão do processo do parto e por causa da ansiedade relativa ao nascimento. Você pode sentir dor e fraqueza e ter um pouco de sangramento enquanto se recupera do parto e de outros procedimentos a que foi submetida. É também normal que você se sinta com medo, ou mesmo deprimida.

Com tudo isso acontecendo, o que o marido pode fazer para sua parceira se sentir melhor? O ideal é ser companheiro, ouvi-la, assegurar-se de que ela se alimente e se hidrate de forma adequada e tenha o máximo de descanso possível. Essas medidas vão fazer com que ela fique mais tranquila em relação à sua própria recuperação.
Na verdade, esses cuidados podem fazer muita diferença nos sentimentos da nova mamãe. Outra coisa que o papai pode fazer para ajudar é providenciar pessoas que ajudem na arrumação da casa e nos cuidados com o bebê. Nossa orientação é que a recém-mamãe nunca fique sozinha nesse período imediato do pós-parto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email