Música e gestantes: Alegria para Mamães e Bebês!

Um estudo realizado em Taiwan, na China, indicou que gestantes que escutaram trinta minutos de música todos os dias, durante duas semanas, reduziram, e muito, os sintomas de depressão, estresse e ansiedade em comparação àquelas que não ouviram música enquanto estavam grávidas.

O estudo ainda mostrou que, independente do tipo de música, houve um aumento da atividade cerebral do bebê.

A partir da 20ª semana de gestação o bebê já percebe os sons e já ouve a mamãe conversar e cantar.

Para a música fazer bem não é preciso somente escutá-la. Cantar alivia as tensões da mamãe e tranquiliza o bebê, fortalecendo o vínculo e fazendo com que mesmo após o nascimento ele reconheça a voz e as músicas e se tranquilize com elas.

Não se preocupe em aumentar demais o som da música achando que o bebê não escutará dentro da barriga, pois o líquido amniótico é um ótimo condutor de som!

A Origem dos Nomes:

Cléo
Origem: Grego 
Significado: Glória, fama

Evandro
Origem: Grego
Significado: Homem valente, varonil

Júlia
Origem: Latim
Significado: Cheia de juventude

Muriel
Origem: Céltico
Significado: Brilho do mar

Olívia
Origem: Latim 
Significado: Bondosa, oliveira (árvore)

Tadeu
Origem: Hebraico
Significado: Aquele que louva
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

Perda recorrente da gravidez (RPL)

O que é perda recorrente da gravidez – ou aborto de repetição (RPL)? Perda recorrente da gravidez (em inglês RPL), também chamado de aborto de