Miomas Uterinos. Infertilidade e Tratamento.

Mioma causa infertilidade?

Os miomas são encontrados em 5-10% das mulheres inférteis, mas somente 2-3% das infertilidades podem ser atribuídas aos efeitos do mioma, quando todas as outras causas forem excluídas. 

Como interfere na infertilidade?

Dependerá da sua localização e tamanho. Podendo causar: – Deslocamento do colo do útero: podendo diminuir exposição do colo uterino ao esperma. – Deformidade da cavidade uterina: pode interferir no transporte e migração do esperma. – Desorganiza ou aumenta a contratilidade uterina: podendo impedir a nidação e o transporte do embrião da tuba para o útero. – Inflamação do endométrio: torna a cavidade uterina não receptiva ao embrião.

Como tratar?

O tratamento pode ser clínico ou medicamentoso e também pode ser cirúrgico. Para o tratamento medicamentoso utilizamos: – Antagonistas de GnRH – efeito esperado de redução do volume do mioma em até 35%. (Uma desvantagem deste tratamento é que em 50% dos casos retorna ao tamanho prévio quando finaliza seu uso). Quanto ao tratamento cirúrgico opta-se por miomectomia, quando há desejo de preservar a fertilidade. Miomectomia é a retirada dos miomas, por via histeroscópica, laparoscópica ou laparotômica. Existe também a Embolização das artérias uterinas – tratamento eficaz, porém não recomendado para mulheres com desejo procriativo, há polêmica na sua indicação para pacientes inférteis devido ao risco de complicação, como a falência ovariana.

Quando iniciar Miomectomia?

Para miomas submucosos (dentro da cavidade uterina) e miomas com diâmetro maior que 4 e 5 cm.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

gravidez e pandemia

Gravidez e infecção por Covid-19

É fundamental conhecermos os riscos e as consequências da infecção pelo Covid-19 sobre o desfecho da gestação, envolvendo inclusive os riscos de internação e mortalidade.