Fertilidade e idade

Fertilidade e idade são fatores totalmente relacionados

A fertilidade é algo que vai diminuindo ao longo dos anos. Estima-se que aos 30 anos, as chances de uma mulher engravidar num determinado mês são de 20%, enquanto aos 40, são de apenas 5%.

A Polonesa Bozena Skulska, 44 anos, deu à luz Kacper, com 7,130 quilos e 66 centímetros.

Mesmo com técnicas avançadas, como a fertilização in vitro, a fertilidade mostra-se diminuída e as chances de aborto aumentam. Há várias explicações para essa mudança, incluindo alterações nos ovários e na capacidade de produzir óvulos de qualidade. Por volta dos 40 anos, a mulher está mais sujeita a desenvolver alguns distúrbios ginecológicos, como por exemplo a endometriose, problema que afeta a fertilidade.

O homem também perde parte de sua capacidade reprodutiva com a idade, apesar da mudança não ser tão abrupta como acontece com o sexo feminino, com a menopausa. O testículo tende a ficar ligeiramente menor com o tempo, assim como o formato e a mobilidade dos espermatozoides também tendem a declinar. Há ainda uma leve redução nos níveis de testosterona (o hormônio responsável pelas características masculinas), o que pode afetar a libido e a ereção. Tudo isso acontece não apenas pela idade em si, mas também por problemas de saúde que podem aparecer com a maturidade. Apesar dessas mudanças, muitos homens com 60 e 70 anos continuam gerando filhos com parceiras mais novas.

Mãe de Ana, 9 anos, Silvia Popovic, 54, engravidou após tratamento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

endometriose e congelamento de óvulos

Endometriose e congelamento de óvulos

Endometriose e congelamento de óvulos – vitrificação de oócitos e preservação da fertilidade por razões médicas diferentes do câncer Endometriose e congelamento de óvulos –

A vitrificação de óvulos

A vitrificação de óvulos

A vitrificação de óvulos e a preservação da fertilidade por razões médicas e não médicas – uma série de 4 posts Siga os nossos próximos

COVID-19-e-a-Medicina-Reprodutiva

COVID-19 e a Medicina Reprodutiva

Covid-19 e a Medicina Reprodutiva – entenda os riscos de engravidar na pandemia A COVID-19 e a medicina reprodutiva nos posiciona a resumir os principais

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana que são importantes marcadores do número de óvulos nos ovários Os 2 testes da reserva ovariana mais realizados atualmente são: