Evitando nascimentos múltiplos na Fertilização in Vitro (FIV)

Dr. Flávio Garcia de Oliveira

Para muitos casais inférteis que sonham com uma família, a fertilização in vitro (FIV) é um sonho tornado realidade. Se você está lutando com a infertilidade, é importante saber que você não está sozinho. A utilização da técnica de FIV dobrou na última década e, hoje, mais de 1% de todas as crianças nascidas nos EUA todos os anos são concebidas utilizando tecnologias de reprodução assistida.

Mas há outros números a considerar em sua busca para ter um bebê. O aumento do uso de tecnologias de reprodução assistida tem contribuído para a diminuição de nascimentos múltiplos. As gestações múltiplas possuem riscos associados, incluindo uma maior incidência de mortalidade, defeitos de nascimento, parto prematuro e baixo peso ao nascer. 

Ironicamente, a fertilização in vitro está desempenhando um novo papel importante na redução dos nascimentos de múltiplos, graças à tecnologia e técnicas inovadoras:

Blastocisto Cultura e Transferência

Os médicos mantém os embriões em cultura, por cinco dias, em vez dos três convencionais. Isto permite escolher o mais saudável, aumentando as chances de implantação. Pode-se utilizar menos embriões, e o restante pode ser congelado para utilização futura, se necessário.

Diagnóstico genético pré-implantacional (PGD)

A avaliação microscópica dos embriões no terceiro dia ajuda a identificar aqueles com potencial maior para um desenvolvimento adequado.

Hibridização Genômica Comparativa (CGH)

Esta nova técnica de triagem examina o blastocisto de 5 dias, permitindo a análise de todos os 23 pares de cromossomos para identificar aqueles com anomalias responsáveis por falhas de implantação. 

O que você pode fazer, como um paciente?

Escolha o seu especialista em fertilidade com cuidado. Faça perguntas sobre a experiência do seu médico na obtenção de gestação bem sucedidas, evitando múltiplos. Tenha um diálogo com o seu médico escolhido sobre as suas opiniões sobre a possibilidade de uma gravidez múltipla e o processo que ele recomendaria para você. E quando você selecionar a clínica e o médico para realizar o seu sonho, siga com atenção o curso de tratamento prescrito.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

endometriose e congelamento de óvulos

Endometriose e congelamento de óvulos

Endometriose e congelamento de óvulos – vitrificação de oócitos e preservação da fertilidade por razões médicas diferentes do câncer Endometriose e congelamento de óvulos –

A vitrificação de óvulos

A vitrificação de óvulos

A vitrificação de óvulos e a preservação da fertilidade por razões médicas e não médicas – uma série de 4 posts Siga os nossos próximos

COVID-19-e-a-Medicina-Reprodutiva

COVID-19 e a Medicina Reprodutiva

Covid-19 e a Medicina Reprodutiva – entenda os riscos de engravidar na pandemia A COVID-19 e a medicina reprodutiva nos posiciona a resumir os principais

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana que são importantes marcadores do número de óvulos nos ovários Os 2 testes da reserva ovariana mais realizados atualmente são: