Diferença entre fertilidade, infertilidade e esterilidade

Neste artigo você aprenderá a diferença entre fertilidade, infertilidade e esterilidade.

Quando as pessoas tentam engravidar por um período de tempo considerável e não conseguem, é inevitável que surjam dúvidas e inseguranças. Principalmente quando as palavras fertilidade, infertilidade e esterilidade vêm à tona.

No intuito de tornar a compreensão desses termos menos embaraçada, explicamos cada um deles a seguir:

  • Fertilidade

É a capacidade do indivíduo ou do casal de gerar um outro ser humano.

Aparelhos reprodutores saudáveis normalmente são férteis e, no caso dos casais, possibilitam que consigam engravidar de maneira natural.

São consideradas pessoas férteis aquelas que concebem filhos em até 12 meses de tentativas.

  • Infertilidade ou Subfertilidade

Trata-se da diminuição da capacidade reprodutiva de uma pessoa, que dificulta o êxito de gravidezes.

Na maioria dos casos é algo transitório, e não um problema irreversível como muitas pessoas pensam.

Muitas vezes é possível que pessoas consideradas inférteis ou subférteis engravidem com ou sem o auxílio da Medicina Reprodutiva.

Os fatores da infertilidade, tanto feminina quanto masculina são vários, e grande parte deles podem ser tratados.

Portanto, ser considerada uma pessoa infértil ou subfértil não significa incapacidade permanente de ter filhos. Há relatos de casais que engravidaram depois de tentarem por dois ou três anos e, por isso, existem médicos que preferem o termo subfertilidade ao famigerado “infertilidade”.

Entretanto, o tempo de 12 meses é um marco para quem deseja engravidar. Após um ano de tentativas frustradas é aconselhável procurar um profissional especialista em reprodução.

Todavia, caso as pessoas que desejam engravidar tenham mais de 35 anos, não devem esperar mais de 6 meses para buscar auxílio médico.

  • Esterilidade

Quando a pessoa possui má-formação ou algum tipo de distúrbio que a torna, de modo irreversível e permanente, incapaz de se reproduzir, ocorre o que chamamos de esterilidade.

O indivíduo estéril não consegue gerar uma nova vida a partir de relações sexuais e nem com tratamento médico.

Porém, somente uma pequena parcela da população é considerada estéril. Na maioria das vezes, o que ocorre são casos de infertilidade ou subfertilidade que podem ser tratados e revertidos.

Caso você esteja enfrentando dificuldades para engravidar não hesite, entre em contato com seu médico de confiança e tire todas suas dúvidas.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

Coronavírus, gestantes e amamentação

Coronavírus, gestantes e amamentação

Neste artigo explicaremos aspectos relevantes da relação entre o coronavírus e gestantes. Há meses estamos passando por uma experiência diferente, mas não incomum: o surgimento

Sexo na Gravidez

Sexo na Gravidez

Neste artigo iremos esclarecer as principais dúvidas sobre sexo na gravidez É comum que existam dúvidas sobre a prática de sexo durante a gravidez. Acelera

Pré-Eclâmpsia e Eclâmpsia

Pré-eclâmpsia e Eclâmpsia

Neste artigo falaremos sobre pré-eclâmpsia, eclâmpsia, seus sintomas e possibilidades de tratamento Durante a gravidez a mulher carrega dentro do corpo um ser humano em

Mitos e Verdades Sobre Gestação Gemelar

Gestação Gemelar: Mitos e Verdades

Você verá nesse artigo alguns esclarecimentos sobre gestação gemelar É normal que uma gestação gemelar, seja de univitelinos ou bivitelinos, venha acompanhada de dúvidas e