Amamentação: Peito ou Mamadeira?

Dr. Flávio Garcia de Oliveira

As pesquisas sobre as vantagens da amamentação são numerosas. Quanto mais se estuda mais se aprende sobre a importância do leite de peito para uma criança. Amamentar, mesmo que por curto período, ainda traz benefícios para o recém-nascido. Entretanto, a decisão de amamentar ou dar mamadeira é pessoal.
Há muitas razões pelas quais a mulher escolhe um método ou outro, e é importante entender e dar apoio, qualquer que seja a decisão. Se amamentar é muito estressante para uma mãe em particular, especialmente se ela tem pouco apoio a seu redor e está faltando autoconfiança em relação à sua habilidade de amamentar, então a mamadeira pode ser a melhor escolha para ela. Assim poderá ficar mais relaxada e, portanto, criar um vínculo melhor com o bebê.

Em muitas partes do mundo, a amamentação é um assunto considerado simplesmente como um processo natural associado ao fato de ter filhos. Isso não é verdade em nosso país, em que muitas mulheres preferem não amamentar, e essa cultura é a predominante, principalmente após o aparecimento do leite em pó.
Atualmente, a Sociedade Brasileira de Pediatria tem insistido bastante no tema da amamentação, promovendo orientações à população e aos médicos sobre os benefícios incontestáveis da amamentação, por um período mínimo de seis meses após o parto. Assim muitas mulheres estão mudando seu ponto de vista e optando por amamentar.
Por outro lado, o ato de amamentar não é tão fácil assim. Não é fácil aprender a amamentar e ensinar aos bebês a forma correta de sugar o leite.

Leia abaixo algumas dicas sobre amamentação saudável para a mamãe e o bebê:

• Primeiramente, deve-se reconhecer que no começo a experiência da amamentação pode ser frustrante. A recém-mamãe pode se desapontar se esperar que instantaneamente as coisas funcionem de forma ideal. Infelizmente, muitas mulheres não sabem que o processo de amamentação envolve aprendizado e leva algum tempo, o que exige paciência e dedicação. Assim o parceiro tem uma função fundamental nesse momento. Ele deve compreender a situação e tentar sempre encorajar a mulher, apoiando-a todo o tempo e comemorando as conquistas. Alguns profissionais paramédicos(as) são especializados(as) em ajudar as mamães nessa situação e podem ser contratados para tal.
• Se for o caso, contrate um desses profissionais; o parceiro deverá sempre estar perto no momento das aulas.
• A amamentação requer que a mulher fique na mesma posição por muito tempo. Assim, deve-se tornar o ambiente aconchegante, com assentos confortáveis, televisão, telefone de fácil acesso e um estoque de comida e água perto do local escolhido.
• Toda a comida que a mulher ingere quando está amamentando pode afetar o bebê. Assim, ela deve sempre comer alimentos saudáveis, se possível seguindo uma dieta recomendada por nutricionistas.
• A mamãe que está amamentando requer quantidade importante de água. Assim, ela deve ser encorajada a se hidratar muito bem, tomando pelo menos doze copos de água por dia.
• Se a mulher se sente à vontade para amamentar junto aos amigos, seu parceiro deve sempre ajudá-la, cuidando para que tenha o grau de privacidade de que necessita.
• Por outro lado, a mamãe deve ser encorajada a não amamentar em público se assim desejar. Ela pode coletar seu leite através de uma bomba de sucção e armazená-lo em mamadeiras para ser utilizado dessa forma quando necessário.

Retirado do livro: E DEPOIS DO PARTO? – Cuidados com o Corpo, a Mente e a Vida Sexual.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

Causas menos conhecidas da infertilidade

Causas menos conhecidas da infertilidade

Conheça algumas causas menos conhecidas da infertilidade feminina e masculina Quando a infertilidade ocorre, hipóteses sobre as possíveis causas são levantadas pelos médicos para, em

Exercícios Físicos Seguros para Gestantes

Exercícios físicos para gestantes

Algumas dicas sobre exercícios físicos seguros para gestantes Uma rotina equilibrada de exercícios físicos durante a gestação auxilia na prevenção de diabetes e pré-eclâmpsia, além