Menu

Amamentação: modificações nos mamilos durante a gestação e a lactação

Dr. Flávio Garcia de Oliveira

O mamilo foi desenhado para amamentar. Ele começa a se modificar para exercer essa função durante a gestação, mudando de tamanho, espessura, forma e cor.

A maioria dessas novas características vai desaparecer uma vez que a mulher pare de amamentar. A área em volta dos mamilos, chamada de aréola, fica por mais tempo mais escura, assim como os próprios mamilos.

Os mamilos irão apresentar essas modificações mesmo se não houver amamentação? A resposta é sim, porém de forma menos importante.

A mulher pode ter vergonha e se mostrar preocupada em relação a essas modificações. Ela poderá achar, por exemplo, que essas características a tornam menos atraente. Deve-se informar à recém-mamãe que após o período da amamentação tudo voltará ao normal.

Aliviando as fissuras nos mamilos

Mamilos rachados ou sangrando são muito dolorosos e podem interromper o processo de amamentação. Eles ocorrem comumente quando o bebê suga por longos períodos de tempo – usando a mama para satisfazer à necessidade de sucção além da conta. A umidade, primeiro vinda da boca do bebê e depois de um sutiã mal ventilado, é o que provoca as fissuras dos mamilos e também os faz sangrar.

Se seus mamilos estão ficando rachados, tente limitar o tempo de mamada a 10 ou 15 minutos por peito. Deixe-os ventilar em ambiente seco após a mamada. As recém- mamães sentem-se frequentemente culpadas quando limitam o tempo de mamada de seus bebês, mas, se não o fizerem, a sensibilidade do mamilo acabará transformando-se em rachadura.

Enquanto os mamilos estiverem cicatrizando, fale com seu médico ou obstetriz sobre o uso de cremes indicados para mamães que amamentam; eles são vendidos sem receita médica. Após a mamada, aplique o creme e limpe-o antes da próxima. Cremes à base de lanolina e ácido pantotênico são os mais indicados nesse caso. Uma vez que a amamentação tenha se estabelecido, os mamilos irão enrijecer e a rachadura aparecerá com menos frequência.

Ingurgitamento das mamas

Para ajudar a recém-mamãe a evitar dor por causa de atraso na mamada, deve-se possibilitar que a amamentação ocorra em horários regulares. Isso pode requerer muita ajuda em seus compromissos sociais e obrigações, além de uma boa qualidade de sono.

Para tentar evitar dor nas mamas devido a ingurgitamento, quando a futura mamãe reduz o número de vezes em que amamenta, deve-se usar uma bomba de sucção mamária para retirar o excesso de leite e, assim, o desconforto pode ser aliviado. Também podem ser utilizadas compressas geladas para reduzir esse tipo de queixa.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Você pode se interessar:

Diferença entre FIV e ICSI

Diferença entre FIV e ICSI

Conheça, neste artigo, a diferença entre FIV x ICSI As técnicas de reprodução humana assistida são alternativas para casais que apresentam algum problema em engravidar

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

A Síndrome da Hiperestimulação Ovariana (SHO) é o efeito colateral mais comum da estimulação ovariana. Qualquer que seja a técnica de reprodução humana assistida, coito

Novembro Azul

Novembro Azul

Começou o Novembro Azul, um movimento internacional para sensibilizar a população sobre os perigos do câncer de próstata e estimular a prevenção e diagnóstico da

Tabagismo e Infertilidade

Tabagismo e Infertilidade

Saiba mais sobre a relação entre tabagismo e infertilidade Fumar é um péssimo hábito para a saúde, isso todos sabem. Entretanto, o que muitas pessoas