Alterações nos seios durante a gestação

Dr. Flávio Garcia de Oliveira

Os seios normalmente são os primeiros a mudar logo no início da gestação e as alterações ocorrem durante toda a gravidez, pois eles vão sendo preparados para a amamentação. No começo, muitas mulheres confundem a sensação de rigidez apresentada pelos seios com aquela que é sentida às vésperas da menstruação. A diferença é que, para as grávidas, esse inchaço será cada vez mais mais intenso e permanecerá até o nascimento do bebê, pois aumenta a circulação sanguínea na área.

Na hora do parto, o inchaço das mamas está no auge. O colostro, conhecido como “primeiro leite”, costuma sair quando os mamilos são estimulados pela primeira sugada do pequeno. Esse momento costuma ser acompanhado por um pouco de dor nos seios e contrações no útero. Mas é importante aguentar firme, pois cerca de três dias depois, vem a produção mais adequada de leite e o bebê poderá se fartar no peito da mamãe.

Os seios podem aumentar de um a dois números depois da gestação, mas não se preocupe se eles aumentarem muito pouco, pois o tamanho dos seios não influencia no sucesso da amamentação.

Apesar da importância, amamentar pode não ser um mar de rosas e a mãe precisa se preparar para isso.

Veja abaixo algumas dicas de como preparar os seios para uma amamentação tranquila:

– Lave o bico do peito apenas com água. Não utilize sabonete e nem hidratantes, pois os mamilos já têm uma hidratação natural ideal que deve ser preservada.

– Algumas mulheres têm o mamilo plano ou invertido, que pode dificultar a amamentação. Neste caso, por volta do oitavo mês de gestação, o obstetra pode indicar o uso de conchas específicas para que o bebê possa pegar o mamilo com maior facilidade.

– Para preparar a pele dos mamilos para que fique menos sensível, algumas receitas caseiras podem funcionar, como passar uma toalha úmida ou bucha vegetal com muito cuidado, durante o banho e expor os seios ao sol, nos períodos de menor intensidade de raios infravemelhos, como no início da manhã e no final da tarde.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

ovario policistico

Ovários Policísticos (SOMP)

Os ovários policísticos afeta 13% das mulheres em idade reprodutiva SOMP – causa comum de infertilidade Ovários policísticos – SOMP – doença endócrino-metabólica cujas características

gravidez e pandemia

Gravidez e infecção por Covid-19

É fundamental conhecermos os riscos e as consequências da infecção pelo Covid-19 sobre o desfecho da gestação, envolvendo inclusive os riscos de internação e mortalidade.