ACGH – Hibridização Genômica Comparativa

Fertilização In Vitro (FIV) vem sendo mais estudada a cada dia e, com isso, enormes avanços vão sendo apresentados. Um dos mais recentes na área está relacionado à escolha do embrião que será utilizado para a implantação.

Conhecida como CGH, a Hibridização Genômica Comparativa é a evolução do PGD (Diagnóstico Genético Pré-implantacional). Com a ajuda de um software, o CGH avalia os 23 pares de cromossomos das células que revestem o embrião – futura placenta – e identifica possíveis perdas ou ganhos de material genético. Com taxa de erro menor que 10%, a técnica tem sido capaz de revelar alterações cromossômicas não identificadas pelo exame PGD, capaz de avaliar apenas 12 pares de cromossomos.

Entre as maiores vantagens da CGH, está a ausência da necessidade de retirar uma célula do embrião, que leva tempo e pode danificá-lo (sem contar que uma célula individual pode não representar o embrião como um todo). Dr. Flávio Garcia de Oliveira, explica que “as células utilizadas para a realização da CGH se originam do revestimento externo embrionário – trofoblasto. A técnica envolve apenas uma ‘pequena raspagem’ da superfície embrionária realizada no quinto ou no sexto dia de desenvolvimento do embrião, o que fornece várias células em uma quantidade maior de DNA para ser analisado.”.

Devido às altas taxas de sucesso, desde que a análise seja considerada normal, outra vantagem do CGH é a implantação de apenas um embrião, reduzindo as chances de gestações múltiplas.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

As Fases do Leite Materno

As Fases do Leite Materno

Neste artigo você pode compreender melhor as fases do leite materno A maioria das pessoas sabe dos múltiplos benefícios da amamentação, que incluem o estímulo

O Maravilhoso Clitóris

O Maravilhoso Clitóris

Conheça nesse artigo as possibilidades e vantagens de explorar o clitóris. As mulheres possuem em seu corpo o único órgão feito exclusivamente para o prazer.

Gravidez após os 40 anos

Gravidez após os 40 anos

Conheça mais sobre os detalhes da gravidez depois dos 40 anos Nas últimas décadas o papel da mulher na sociedade mudou de maneira considerável. Os