A obesidade e o seu efeito negativo na reprodução

Dr. Flávio Garcia de Oliveira

A Escola de Medicina de Harvard concluiu a partir de seus estudos, que a obesidade tem um efeito negativo significativo sobre os resultados de reprodução. Afirmam que pacientes com IMC igual ou maior a 30 kg / m² têm menos probabilidades de uma gravidez natural. O percentual de chances de engravidar é 68% menor do que pacientes com IMC abaixo de 30 kg/m². Como o peso pode influenciar no processo de gestação?

Confira a resposta do especialista em reprodução humana, Flávio Garcia de Oliveira:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Você pode se interessar:

Coronavírus, gestantes e amamentação

Coronavírus, gestantes e amamentação

Neste artigo explicaremos aspectos relevantes da relação entre o coronavírus e gestantes. Há meses estamos passando por uma experiência diferente, mas não incomum: o surgimento