Menu

Videolaparoscopia

O que é Videolaparoscopia?

Videolaparoscopia

Através de uma pequena incisão a nível do umbigo introduzimos uma agulha, pela qual insuflamos gás carbônico, com o fim de distender a cavidade e afastar a parede abdominal das alças intestinais.

Esse instrumento ligado a uma fonte de luz fria (Xenônio) e a uma microcâmera de vídeo, nos permite visualizar e filmar a cavidade abdominal e a grande maioria de seu conteúdo. Desse modo, podemos identificar os órgãos pélvicos (útero, trompas, ovários, bexiga, ureteres), intestinos, estômago, fígado, vesícula biliar, baço, diafragma, grandes vasos e peritôneo.

 O que é Laparoscopia?

Laparoscopia

Laparoscopia é um método de diagnóstico capaz de identificar doenças e alterações da cavidade abdominal e de seus órgãos, sem a necessidade de “abrir” ou realizar grandes incisões sobre a parede do abdomen.

A seguir, através da mesma incisão, introduzimos uma peça em forma de tubo, denominada “trocar”, que será a via condutora de um tipo de telescópio, chamado de laparoscópio.

Há tempos atrás a laparoscopia era usada apenas para diagnóstico. Atualmente, com o desenvolvimento de instrumental adequado, podemos realizar grandes cirurgias através dessas pequenas incisões.

Quais as cirurgias ginecológicas podem ser realizadas através de Videolaparoscopia?

1. Cirurgia da Endometriose;
2. Retirada de órgãos pélvicos tais como: Salpingectomia (retirada de trompas), Histerectomia (retirada do útero), Ooforectomia (retirada de ovários);
3. Retirada de Aderências ou Miomas;
4. Correção da Perda de Urina aos Esforços (cirurgia de Burch);
5. Cirurgia da Gravidez nas Trompas.

Vantagens:
1) O menor tempo de internação;
2) A volta rápida às atividades físicas;
3) A menor chance de infecção e aderências;
4) Relação custo/benefício bem mais baixo que as cirurgias convencionais.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Você pode se interessar:

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

A Síndrome da Hiperestimulação Ovariana (SHO) é o efeito colateral mais comum da estimulação ovariana. Qualquer que seja a técnica de reprodução humana assistida, coito

Novembro Azul

Novembro Azul

Começou o Novembro Azul, um movimento internacional para sensibilizar a população sobre os perigos do câncer de próstata e estimular a prevenção e diagnóstico da

Tabagismo e Infertilidade

Tabagismo e Infertilidade

Saiba mais sobre a relação entre tabagismo e infertilidade Fumar é um péssimo hábito para a saúde, isso todos sabem. Entretanto, o que muitas pessoas

Cálculo de Ovulação

Técnicas para cálculo de ovulação

Cálculo de ovulação: conheça algumas técnicas para aumentar as chances de engravidar Para a ciência, um casal é considerado infértil quando, depois de um ano