Miomas Submucosos e Pólipos Endometriais

A histeroscopia é o melhor método para confirmar a presença de um mioma ou pólipo na cavidade uterina. Permite a visualização dos mesmos, bem como a avaliação do endométrio subjacente, já que é relativamente frequente a presença de hiperplasia endometrial adjacente a miomas e pólipos da cavidade. A incidência dos miomas e dos pólipos na paciente infértil varia de 3,5 a 20% segundo diversos autores. Os miomas submucosos podem ser pediculados ou de base larga.

mioma pediculado

Farhi et al.. (1995) relatam menor taxa de implantação por transferência, 9% contra 30,2%, num estudo retrospectivo em pacientes com mioma e cavidade uterina normal à histeroscopia comparadas com pacientes com mioma submucoso e cavidade uterina irregular à histeroscopia, respectivamente. Até que ponto os miomas submucosos e pólipos endometriais são fatores impeditivos e limitantes para gestação e sua evolução (excetuando-se os casos de grandes tumores) permanece obscuro. 

pólipo endometrial

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Você pode se interessar:

COVID-19-e-a-Medicina-Reprodutiva

COVID-19 e a Medicina Reprodutiva

Covid-19 e a Medicina Reprodutiva – entenda os riscos de engravidar na pandemia A COVID-19 e a medicina reprodutiva nos posiciona a resumir os principais

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana que são importantes marcadores do número de óvulos nos ovários Os 2 testes da reserva ovariana mais realizados atualmente são: