Menu

PESA – Aspiração percutânea de espermatozóides do epidídimo

Como é realizada a PESA?

A técnica da PESA é simples. O procedimento é feito com leve sedação, pois é doloroso. Uma agulha fina conectada a uma seringa de 1 ml é inserida diretamente no epidídimo, perpendicular à pele do escroto. Puxando o êmbolo da seringa cria-se uma pressão negativa de sucção. Uma diminuta quantidade de líquido é sugada pela seringa, o que é observado pela entrada imediata de pequena quantidade de fluido no interior da seringa. Neste momento, a agulha é retirada e o material encaminhado ao laboratório. A seguir, uma pequena gota do material é examinada ao microscópio e a presença ou não de espermatozóides móveis é comunicada ao médico. Quantidades mínimas do líquido aspirado podem conter milhões de espermatozóides. Ao final do procedimento, o paciente é liberado, podendo voltar ao trabalho imediatamente.

Pesa

O material excedente da aspiração pode ser congelado para utilização em ciclos futuros de ICSI, evitando-se outra punção. Se não encontramos espermatozóides, nova aspiração deverá ser realizada, no mesmo local, ou no lado oposto, antes de utilizarmos outra técnica para a obtenção de espermatozóides. Nos casos de falha da PESA, o mais efetivo será realizar a aspiração percutânea de espermatozóides do testículo (TESA) ou uma pequena biópsia testicular (TESE), cujo objetivo é encontrar espermatozóides alternativamente nos testículos.

INDICAÇÕES PARA A PESA

1. Vasectomia ou falha na tentativa de reversão da vasectomia
2. Agenesia congênita dos vasos deferentes
3. Obstrução dos ductos ejaculadores ou do deferente distal inoperáveis
4. Obstruções de etiologia pós- inflamatória (TBC, Clamídia, Gonococo. etc.)
5. Cisto-Prostatectomia Radical

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Você pode se interessar:

Diferença entre FIV e ICSI

Diferença entre FIV e ICSI

Conheça, neste artigo, a diferença entre FIV x ICSI As técnicas de reprodução humana assistida são alternativas para casais que apresentam algum problema em engravidar

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

Síndrome da Hiperestimulação Ovariana

A Síndrome da Hiperestimulação Ovariana (SHO) é o efeito colateral mais comum da estimulação ovariana. Qualquer que seja a técnica de reprodução humana assistida, coito

Novembro Azul

Novembro Azul

Começou o Novembro Azul, um movimento internacional para sensibilizar a população sobre os perigos do câncer de próstata e estimular a prevenção e diagnóstico da

Tabagismo e Infertilidade

Tabagismo e Infertilidade

Saiba mais sobre a relação entre tabagismo e infertilidade Fumar é um péssimo hábito para a saúde, isso todos sabem. Entretanto, o que muitas pessoas