Assisted Hatching (AHA)

É o afinamento e/ou amolecimento da zona pelúcida (um tipo de casca que protege o embrião) através de substâncias químicas ou laser. É um processo que tem por objetivo facilitar a implantação do pré-embrião no revestimento uterino. “É como se facilitássemos a saída de um pintinho do ovo pelo afinamento da casca”. Na realidade a palavra hatching em inglês traduz o ato de chocar. O AHA pode ser realizado nos pré-embriões em qualquer estágio de divisão, de duas células até blastocisto. A maioria dos laboratórios de FIV realiza o procedimento no dia da transferência intrauterina a 65-72 horas após a fertilização. Os pré-embriões com a zona pelúcida espessa (>15 mm), pré-embriões de mulheres com níveis de FSH elevado e pré-embriões de mulheres com mais que 38 anos são os mais beneficiados com a técnica de AHA.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Você pode se interessar:

endometriose e congelamento de óvulos

Endometriose e congelamento de óvulos

Endometriose e congelamento de óvulos – vitrificação de oócitos e preservação da fertilidade por razões médicas diferentes do câncer Endometriose e congelamento de óvulos –

A vitrificação de óvulos

A vitrificação de óvulos

A vitrificação de óvulos e a preservação da fertilidade por razões médicas e não médicas – uma série de 4 posts Siga os nossos próximos

COVID-19-e-a-Medicina-Reprodutiva

COVID-19 e a Medicina Reprodutiva

Covid-19 e a Medicina Reprodutiva – entenda os riscos de engravidar na pandemia A COVID-19 e a medicina reprodutiva nos posiciona a resumir os principais

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana

2 testes da reserva ovariana que são importantes marcadores do número de óvulos nos ovários Os 2 testes da reserva ovariana mais realizados atualmente são: