Menu

São aqueles que desaparecem ou que passam desapercebidos. É a morte de um embrião ou feto em gestação múltipla com a sobrevivência dos outros. Sua existência foi suspeitada nos anos anteriores ao aparecimento da ultrassonografia. São reconhecidos pelo desaparecimento de um ou mais sacos gestacionais ao ultrassom ou nascimento de um número menor de fetos que o observado pela ultrassonografia no início da gestação.

A frequência dessa condição foi determinada em 7.000 mulheres submetidas frequentemente ao ultrassom antes da 10ª semana de gestação. Um quarto (1/4) delas deram a luz a gêmeos quando o ultrassom detectou dois sacos gestacionais (Levi S, 1978). Estimativas igualmente altas relatam que 30 a 40% das gestações múltiplas reduzem-se espontaneamente a únicos, o que é mais que os 17% relatados após a FIV (Steptoe, Edwards, 1986).

Outro estudo em pacientes com idade em torno dos 40 anos, que conceberam gêmeos espontaneamente, revelou que 1/3 das gestações reduziram para única. Metade dessas reversões ocorreu após a atividade cardíaca fetal ter começado.

Ovos cegos ou reabsorção fetal a partir da 8ª semana ou mesmo antes e são responsáveis pelo desaparecimento da gestação. Metade dos fetos que desaparecem podem ser detectados pelo USG, desde que tenham sido originados no 1º trimestre. O saco gestacional pode ser menor que o normal e pode faltar o batimento cardíaco. O único sintoma de morte fetal pode ser, às vezes, somente uma ligeira hemorragia vaginal. Não parece que a taxa de aborto seja maior para os gêmeos sobreviventes.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Faça sua Avaliação Gratuita

Nosso projeto consiste em fazer o primeiro atendimento sem nenhum custo em nossa clínica, onde você faz o agendamento, aguarda o contato de nossa equipe e vem preparada com todos os exames que já realizou para que o médico faça a avaliação do seu caso e escolha o melhor caminho a seguir.