Menu

Dr. Flávio Garcia de Oliveira

Doutor Flávio Garcia de Oliveira

Médico formado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP) em 1981, o ginecologista e obstetra Dr. Flávio Garcia de Oliveira é especialista em reprodução humana e gestação de alto risco. CRM 44068.

Nascido em Araguari-MG em 1957, pai de cinco filhos, é praticante da Ginecologia e Obstetrícia desde 1982.
É membro da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP) e da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana e Climatério (SBRH).Também é membro ativo da ASRM (American Society of Reproductive Medicine – USA), onde participa de grupos específicos como Biologia da Reprodução e Procedimentos cirúrgicos específicos para o alívio da infertilidade.

Diretor da FGO Clínica de Fertilidade, possui trabalhos publicados em revistas médicas nacionais e internacionais. Com larga experiência no acompanhamento de casais com infertilidade o Dr. Flávio também faz seguimento de casos de gestação múltipla desde 1995, com atendimento de vários partos de gêmeos, trigêmeos e quadrigêmeos. Sobre esses temas promove e participa de palestras, cursos, conferências e simpósios com objetivo de atualização constante.

A convivência com muitos “casais grávidos” e a assistência a muitos partos culminou com a publicação do livro “Bebê a Bordo”, um guia prático sobre todas as fases da gravidez para ser “curtida a dois”. O livro encontra-se na 10º edição e foi lançado em 2001. É autor do livro “E Depois do Parto”, lançado em 2006 e publicado também na Itália. Fala sobre os momentos bons e ruins do pós-parto e como vivenciá-los de forma positiva e construtiva. Ministra aulas presenciais no “Curso para Gestantes”, realizado periodicamente pela Equipe Multiprofissional da Clínica FGO. Além disso, em junho de 2008 lançou seu terceiro livro “Receitas para Grávidas”, um manual de orientação e planejamento alimentar durante a gravidez e o pós-parto.

Nos últimos 17 anos, a aplicação e a otimização de técnicas para diagnóstico de infertilidade tem sido um dos eixos principais de suas pesquisas. Áreas como Fertilização In Vitro, Medicina Reprodutiva de maneira geral e os tratamentos para aborto de repetição constituem sua área de investigação atual. Outro foco importante é o atendimento de gravidez de alto risco, bem como, diagnóstico de anomalias do bebê durante a gestação, através da coleta do sangue do dedo da mãe associado a exame de ultra-sonografia (“Blood-Screen”).

Participação em Trabalhos Publicados

1. Gestação por Ovodoação em paciente com 57 anos . Relato de Caso. Revista Latino Americana de Esterilidad e Fertilidad – vol 10 No 4 , dezembro de 1996;

2. Influência da qualidade seminal nos resultados da Injeção Intra-citoplasmática de Espermatozóides ( ICSI ). Revista Reprodução e Climatério – vol 12 No 1 , janeiro a março de 1997;

3. ICSI após tratamento com Teste Hipo-osmótico de “Swelling”( THS ). Revista Reprodução e Climatério – vol 12 No 1 , janeiro a março de 1997;

4. Incidência de Lesões oocitárias após a Injeção Intra-citoplasmática de Espermatozóides ( ICSI ). Revista Reprodução e Climatério – vol 12 No 2 , abril/julho de 1997;

5. Gestação por Ovodoação em paciente com 57 anos . Relato de Casos. Revista Reprodução e Climatério – vol 12 No 2 , abril/julho de 1997;

6. O papel da Histeroscopia em Infertilidade. Revisão. Revista Reprodução e Climatério – vol 13 No 2 abril/julho de 1998;

7. ICSI com espermátide redonda ( ROSI ). Experiência com 12 casos. RBM. Revista de Atualização em Ginecologia e Obstetrícia – vol IX No 2, junho de 1998;

8. A prospective randomized study of pregnancy and implantation rates with ICSI : 48 x 72 h Embryo Transfer. Human Reproduction, Abstract Book 1, vol 13 – 14th Anual Meeting Goteburg ESHRE – No 096 , junho de 1998;

9. Ab. V, Oliveira FG, Goncalves SP, Varella AD, Diamond MP, Ab. R. A prospective, randomized and blinded comparison between 10,000 IU urinary and 250 microg recombinant human chorionic gonadotropin for oocyte maturation in in vitro fertilization cycles. J Assist Reprod Genet. 2005 Apr;22(4):149-53;

10. Oliveira FG, Dozortsev D, Diamond MP, Fracasso A, Ab. S, Ab. V, Goncalves SP, Ab. R, Nagy ZP. Evidence of parthenogenetic origin of ovarian teratoma: case report. Hum Reprod. 2004 Aug;19(8):1867-70;

11. Oliveira FG, Ab. VG, Diamond MP, Dozortsev D, Melo NR, Ab. R. Impact of subserosal and intramural uterine fibroids that do not distort the endometrial cavity on the outcome of in vitro fertilization-intracytoplasmic sperm injection. Fertil Steril. 2004 Mar;81(3):582-7;

12. Oliveira FG, Ab. VG, Diamond MP, Dozortsev D, Nagy ZP, Ab. R. Uterine cavity findings and hysteroscopic interventions in patients undergoing in vitro fertilization-embryo transfer who repeatedly cannot conceive. Fertil Steril. 2003 Dec;80(6):1371-5;

13. Oliveira FG, Ab. V, Ab. Oliveira S, Ab. R, Nagy ZP. Heterotopic triplet pregnancy: report and video of a case of a ruptured tubal implantation with living embryo concurrent with an intrauterine twin gestation. Reprod Biomed Online. 2002 Nov-Dec;5(3):313-6;

14. Oliveira FG, Ab. V, Costa AL, Balmaceda JP, Ab. S, Ab. R. Rare association of ovarian implantation site for patients with heterotopic and with primary ectopic pregnancies after ICSI and blastocyst transfer. Hum Reprod. 2001 Oct;16(10):2227-9;

15. da Costa AL AL, Ab. S, de Oliveira FG, Ab. V, Ab. R, Nagy ZP, Balmaceda JP. Monozygotic twins and transfer at the blastocyst stage after ICSI. Hum Reprod. 2001 Feb;16(2):333-6.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Você pode se interessar:

Cálculo de Ovulação

Técnicas para cálculo de ovulação

Cálculo de ovulação: conheça algumas técnicas para aumentar as chances de engravidar Para a ciência, um casal é considerado infértil quando, depois de um ano

Outubro Rosa

Outubro Rosa

Hoje começa o Outubro Rosa! Vocês sabem onde surgiu a ideia dessa celebração? O motivo dela existir? O ano era 1990 e a Fundação Susan

Miomas Intramurais

Miomas Intramurais

Os miomas intramurais são uma espécie de tumor benigno que se instalam e crescem nas paredes internas do útero. Na maioria dos casos não apresentam