AGENDE SUA CONSULTA
RECEBA NOSSA NEWSLETTER
Notícias

Meu bebê não pode tomar leite!

Dr. Flávio Garcia de Oliveira
10/09/2009 12h00

Se o seu bebê tem cólicas fortes, vômitos e diarréia frequentes pode ser que estes sintomas sejam sinais de que ele tem alergia ao leite ou intolerância à lactose.

Mas você sabe o que significa? Como detectar? Quais as fontes de cálcio podem ser utilizadas para substituir? Nesta edição você vai entender melhor sobre esse assunto e poder tirar essas e outras dúvidas.

Alergia X Intolerância

Alergia ao leite

Intolerância a Lactose

O que é?

Doença de origem imunológica que ocorre em bebês durante o primeiro ano de vida devido à imaturidade do sistema imunológico do intestino. A dieta tem de excluir 100% do leite e seus derivados. Mães que amamentam devem ter dieta sem leite e fazer reposição de cálcio.

Intolerância ao açúcar do leite. Ocorre em crianças maiores e em adultos, que podem tolerar quantidades pequenas ou médias de leite e derivados sem sintomas, mas apresentarão problema se ingerirem quantidades maiores.

Há como prevenir?

Aleitamento materno exclusivo, sem qualquer introdução precoce de leite de vaca para os bebês até os 6 meses de idade.

Não há prevenção possível.

Quais exames detectam?

Diagnóstico clínico. A forma padrão de diagnosticar é excluir totalmente o leite de vaca da dieta, observando a melhora clínica, com retorno aos sintomas ao ser reintroduzido o leite na alimentação.

Exame de sangue específico ou teste respiratório (teste do hidrogênio expirado) após sobrecarga de lactose.

Há cura?

É um processo transitório, que desaparece até os 4 anos. O tratamento garante a melhora dos sintomas.

O paciente deve fazer a dieta para sempre ou usar comprimidos de lactose junto com o alimento que contiver leite.

Quais os sintomas?

Desde cólica intensa, vômitos, diarréia e sangue nas fezes até problemas de pele e respiratório, otites e outros.

Cólicas, náuseas, vômitos e diarréias freqüentes.

Que fontes de cálcio podem ser usadas na alimentação dos bebês?

As fórmulas infantis completas têm cálcio suficiente e não precisam ser suplementadas. Para crianças maiores prescreve-se cálcio medicamentoso. É preciso procurar alimentos que tenham cálcio adicionado e recorrer a outros alimentos ricos em cálcio como verduras escuras e peixes.

Uma alternativa são os derivados do leite, como queijos e iogurtes, que são bem tolerados.

Fonte: Revista Pais e Filhos

Mais Notícias

Mais Resultados

Calculadoras da Fertilidade

Calcule a data provável da sua Ovulação

ciclo regular
ciclo irregular

resultado

resultado

Calcule a data provável do parto do seu bebê

resultado

Verifique se seu peso (durante a gravidez) está na faixa ideal * disponível à partir da 13ª semana de gestação.

exemplo: 1 .70 m
exemplo: 61 .5 kg

resultado

Nossos Livros

Receitas para Grávidas

50 receitas deliciosas especialmente selecionadas, com todos os nutrientes de que a mulher precisa em cada fase da gravidez.

ver

Bebê a Bordo

Uma obra alegre e esclarecedora que acompanha as 40 semanas da gravidez, mostrando as transformações no corpo da mulher e o desenvolvimento do bebê (ou dos bebês, no caso de múltiplos).

ver
Galeria de Imagens

Unidade Jardins
Rua Caçapava, 49 • 12º andar
Jardim Paulista • São Paulo • SP • Brasil
CEP: 01408-010

Fones: +55 (11) 3386-1800

atendimento@clinicafgo.com.br

© COPYRIGHT 2015, FGO Clínica de Fertilidade
SIGA-NOS
Alerta
Ok
Carregando
Erro

Não foi possível ler a página!